fbpx
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Dez anos depois do lançamento do QuickBooks Online da Intuit na Índia, milhares de usuários, entre eles muitos escritórios de contabilidade, receberam uma notícia inesperada.

 Vão ter que largar o aplicativo e procurar um outro fornecedor. Teor da mensagem enviada através de e-mail no dia 30/06/2022:

“Estamos entrando em contato para informar que, a partir de 31 de janeiro de 2023*, os produtos QuickBooks Online da Intuit não estarão mais disponíveis na Índia. Assim, não estamos mais aceitando novas assinaturas na Índia no momento. Isso se aplica a todas as assinaturas do QuickBooks Online, do QuickBooks Online Accountant, do aplicativo móvel QuickBooks e do QuickBooks Time.

Esta decisão não foi tomada de ânimo leve e reconhecemos o impacto que tem nos nossos clientes. Não podemos mais fornecer e oferecer suporte a produtos QuickBooks que atendem às necessidades de pequenas empresas e profissionais de contabilidade em toda a Índia", disse ainda.

Como parte da transição, todas as assinaturas pagas existentes serão transferidas para gratuitas antes de 31 de julho de 2022, para permitir que as empresas continuem usando o QuickBooks até 31 de janeiro de 2023* sem cobranças. Os clientes que pagaram uma assinatura anual receberão um reembolso pela parte não utilizada de sua assinatura”.

*Data posteriormente alterado para 30/04/2023.

A decisão da Intuit de abandonar um mercado gigantesco com 63 milhões de microempresas e uma elevada taxa de crescimento, evidentemente levanta algumas questões, inclusive em relação a um possível desfecho semelhante aqui no Brasil.

 

Economic Times

 

Embora a multinacional norte-americana não tenha esclarecido seus motivos, observadores especializados do mercado indiano de TI não têm dúvidas:

Resultados insuficientes
A meta de conquistar 2 milhões de usuários nem de longe foi alcançada. As estimativas divulgadas pela mídia indiana oscilam entre 30 a 60 mil assinaturas, o que corresponderia a 1 a 2 porcento do faturamento global do QuickBooks Online. Com um número tão baixo uma estrutura típica de multinacional norte-americana obviamente não pode ser sustentada eternamente.
Dificuldade de adaptação ao mercado local
Ser um global player como a Intuit nem sempre é uma vantagem quando se depara com concorrentes menores, porém exclusivamente focados nas necessidades especificas do mercado local. Sem a árdua tarefa de adaptar códigos fontes e traduzir planos de contas e menus de aplicativos originalmente criados para um público de outro país. Comentários de usuários:

“... parece como contas americanas passadas por um corretor ortográfico”. 

“E o layout geral, classificação de gastos e assim por diante, é simplesmente estranho”. 

“A Intuit simplesmente não consegue dar conta à Índia”.

Até ao apagar as luzes a Intuit ainda comete um último deslize: Como na Índia o ano fiscal termina no dia 31 de março, depois fortes pressões nas redes sociais, o prazo de encerramento no próximo ano teve que ser prorrogado do final de janeiro para o final de abril.

A retirada da Intuit da Índia, além de frustrar muitos usuários, pode ter implicações maiores no futuro.

“É improvável que a Intuit seja bem-vinda de volta ao mercado, pois isso [a retirada] deixará muitos clientes desconfiados no futuro. A questão é se a Intuit considerará decisões semelhantes tão rapidamente em outros países. Pode interessar a alguns”.

Steve Brooks, Enterprise Times, 'Intuit defers the decision to exit India with QuickBooks'. 05/07/2022.

De fato, considerando que a Intuit tupiniquim, mesmo depois de 7 anos não conseguiu se adaptar à cultura contábil local, pode levar a matriz americana a incluir o Brasil também na lista negra dos países emergentes, porém complicados demais. Alguns problemas aqui até são mais graves:

Na área da tributação a subsidiária brasileira simplesmente jogou a toalha, embora o Simples Nacional seja um imposto muito menos complexo do que o GST (Imposto sobre Bens e Serviços) indiano. Curiosamente a tradicional versão desktop (Windows) do QuickBooks, embora desenvolvida para o mercado norte-americano, consegue apurar qualquer imposto brasileiro automaticamente, inclusive no Lucro Presumido e Lucro Real. Retenções: idem. Já no Online brasileiro, depois de algumas tentativas fracassadas, a regra agora é: Faça você mesmo - através de lançamento contábil.

E enquanto o usuário indiano tinha o conforto de uma folha de pagamento integrada ao QuickBooks, no Brasil é disponibilizada apenas uma planilha eletrônica cuja real utilidade nem “os especialistas” do suporte sabem explicar.

No campo da tradução o desafio evidentemente é maior do que na Índia, onde houve somente uma mudança de “versão” do inglês. Entretanto, neste requisito houve apenas uma evolução de um português hilariante para um português estranho e contabilmente incorreto. Gastos e despesas, por exemplo, continuam sendo amplamente confundidos.

E a concorrência local?

Ela também não falta!

 

Comments fornecido por CComment

SBS Logo FB
Independent
Solution Provider 

Contato Rápido

Skype: sbscontrol
Fone: (71) 3013-5882
WhatsApp: (71) 9 8713-0008
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.